sábado, 24 de maio de 2014

Sex on fire - 43º Capítulo - Parte 2

Demi: Completamente? - Ela assentiu sorrindo. - então acho que tá na hora de retribuir todos esses presentes maravilhosos. - disse pondo a câmera de lado e deitando por cima dela. A noite estava apenas começando.

(...) Anteriormente...

(Seu nome): Quer parar de me provocar? – (Seu nome) pedia baixo olhando para minha boca a centímetros da sua, fazendo-a sorrir ainda mais.
Demi : Vai parar de corresponder? – Respondi num tom brincalhão.
(Seu nome): Não tô correspondendo. – Falou com a voz fraca me fazendo sorrir, aproximando minha boca de seu ouvido.
Demi : Seu corpo está. – Depositei um beijo leve em sua mandíbula. O suor em sua testa e em suas mãos, sem contar as partes mais baixas que eu insistia em pressionar com corpo só para provocá-la ainda mais. Aproximei o rosto do dela ainda com um sorriso, roçando minha boca na sua, fazendo-a apertar inconscientemente minha cintura. Retirei as mãos de seu pescoço momentaneamente, mas apenas para prender meus cabelos em um coque frouxo e voltei a colar o corpo no dela. Definitivamente sabia como provocá-la, agora seu pescoço estava ali, completamente exposto e mais convidativo do que nunca.
(Seu nome): Amor, está cansada? - Ouvi ela perguntar baixinho, suas mãos me apertaram na cintura. Depositei um beijo demorado em seu pescoço e sorri ao vê-la se arrepiar. E então me voltei para ela.
Demi : Mais surpresas? - Perguntei mordendo o lábio.
(Seu nome): Na verdade... Eu esperava que você me presenteasse. - Respondeu rindo. A encarei sorrindo. Seu riso perfeito, seus olhos brilhantes, suas mãos delicadas passeando em minhas costas, dedilhando minhas costas, apertando-me na cintura. - Eu tô merecendo, não? - Perguntou acariciando meu rosto.
Demi : Está tentando manter o romantismo?
(Seu nome): Depende, está funcionando? - Perguntou séria. Contornava meu lábio com o polegar sem tirar seus olhos dos meus. Não fugi do seu olhar, a encarava. Ela sorriu tímida fitando minha boca.
Sorri acabando com o mínimo espaço que ainda havia entre nossos corpos e minha boca foi de encontro ao pescoço pálido e convidativo da minha garota. Senti ela segurar com força meu cabelo estimulando. Ela sorriu sentindo minha língua em contato com a sua pele e mordeu o lábio para não deixar um gemido escapar. Uma de suas mãos desceu um pouco chegando até o cós de meu short e segurou no passador de cinto tentando ganhar ainda mais contato, como se fosse possível. Suas mãos inquietas passeavam pelo meu corpo sem saber aonde pararem. Eu já conhecia cada pedacinho dela, era como se ela fosse uma ilha deserta e eu fosse a única moradora, só eu conhecia aquela ilha tão bem como a palma da minha mão.
Minhas unhas arranhavam sua barriga a obrigando a fazer uma careta e apertar os lábios para que não deixasse um gemido escapar por eles. Os beijos que dava em seu pescoço só ficavam mais provocantes. Uma música conhecida nas rádios locais tocava baixinho.

(Seu nome) P.O.V's

Quebrei nosso maravilhoso contato querendo mais proximidade, então levantei meu tronco a fazendo sentar em meu colo, nossas intimidades se encontravam agora.
Rebolando de acordo com a música, lá estava a garota dos meus sonhos. Usava uma regata que marcava seu sutiã branco, rendado. O mesmo realçava suas curvas, seus seios fartos e perfeitos, seu abdômen definido e sua bunda redonda. Ela movia seu corpo de um lado para o outro, enquanto eu a observava com atenção. Ela me olhou nos olhos, inclinou seu corpo em minha direção e me beijou os lábios. Seus movimentos eram intensos, acompanhando o ritmo da música. Ela cortou o beijo, mordendo meu lábio, deslizou suas mãos pelos meus braços e se levantou lentamente. Ela parou de dançar, enquanto a música ainda tocava e levou as mãos até a lateral de blusa, eu ainda a encarava. Pude vê-la abrir um sorriso lentamente. Mordeu o lábio com força, o soltando logo em seguida. Observei seus movimentos precisos e lentos. Ela subia a blusa, sem pressa, liberando seu sutiã. Me vi estudando cada parte de seu corpo, toda minha atenção voltada para ela, minha namorada, minha agora oficial namorada, era perfeita. Em cada pequeno detalhe. Seu corpo escultural, suas belas curvas, os ombros, o busto, a cintura fina onde minhas mãos caiam perfeitamente bem a trazendo para perto. Ouvi um riso fraco, então subi meu olhar, encontrando seus olhos, brilhantes, seu sorriso de lado, só então percebi que ela também me analisava. Como se não quisesse perder nenhuma emoção minha. Ri ameaçando me levantar de onde estava e ela movimentou a cabeça em um sinal negativo. Ela parou de dançar, enquanto a música ainda tocava e levou as mãos até a lateral da blusa, onde pude vê-la se desfazer dela lentamente. Mordi o lábio com força, me perguntando o que aconteceria a partir dali. Demi se livrou da mesma, deixando à mostra uma lingerie de renda branca. Minha atenção se voltou ao seu corpo enquanto ela retomava o passo. Continuou a rebolar devagar, como se estivesse em câmera lenta. Continuou balançando seu corpo, com movimentos sensuais e precisos. Suas mãos começaram a viajar entre as curvas do corpo, parando nos seios. Estava achando aquilo extremamente excitante, nunca havia visto Demi daquele jeito, e aquilo estava fazendo aumentar o desejo que sentia por ela. Caminhei até ela, mesmo contra sua vontade, ela sorriu. Eu jamais conseguiria vê-la parada a minha frente e não tocá-la. Beijar ou abraçar, eu não sei não estar perto dela e não ter seu corpo junto ao meu. Pensar já não era mais uma opção, meu corpo agia por instinto. Abracei seu corpo junto ao meu e procurei sua boca, não queria nada parecido com algo que já tivesse vivido, queria que aquele momento fosse o que ela é pra mim, único. Dessa vez não haveria pressa ou medo, eu a tinha só pra mim, tinha tudo que uma mulher precisa pra se sentir realizada, completa, eu tinha amor.
Ela desceu seus beijos, depositando alguns deles em meu pescoço, devagar, e eu senti meu corpo todo se estremecendo com aquela sensação. Automaticamente, coloquei minhas mãos em sua cintura, indicando que eu estava gostando daquilo. Ela continuou beijando. Colo... Subindo devagar e beijando cada pedacinho de pele do meu rosto.
Primeiro ela beijou o meu queixo e eu automaticamente soltei uma respiração um pouco mais pesada, aproximei mais os nossos corpos, se é que aquilo era possível, e enquanto ela beijava meus olhos, bochecha e a ponta do meu nariz, eu a segurei e puxei para cima, fazendo com que ela entrelaçasse suas pernas na minha cintura. Com uma das mãos em sua bunda para dar apoio e outras coisas, e com a outra em sua nuca, eu a puxei para um beijo. Eu sabia que havia acabado de sentir o gosto de seus lábios, mas naquele momento, me pareceu estar a séculos sem senti-los de tamanha ânsia. Ela passou os dedos pelo meu cabelo enquanto me beijava, fazendo um carinho gostoso, e eu fui andando devagar e com cautela, até achar a cama. O beijo tinha um sabor de puro, simples, de amor. Minha mão se moveu para suas costas e guiei seu corpo para se deitar por cima do meu.
Não precisaríamos fazer nada demais, eu poderia ficar naquele beijo para sempre, naquele toque tão íntimo, tão nosso.
Nossas línguas brincavam numa dança em um ritmo natural, e nossas bocas tinham um encaixe perfeito. Nós éramos um encaixe perfeito. Ela, de longe era a mulher mais linda que eu já havia visto, acima de tudo, ela era minha. - Você é tão linda, Dems.. - Sussurrei contra seus lábios. Ela sorriu e eu parei para memorizar cada detalhe daquele rosto. A cor dos olhos, o formato do seu nariz e como suas bochechas ficavam coradas, quanto mais ela ia alargando seu sorriso. O jeito que seu maxilar ficava enquanto ela mostrava seus dentes brancos, como seus olhos se apertavam, ela ficava perfeita ao sorrir. - Desculpe por ter demorado tanto para ter pedido à você para ser minha, para te proteger, te prometer o mundo. - Dizia hipnotizada. Seus olhos brilhavam com uma intensidade sobrenatural. - E eu te digo, te daria o mundo, amor. Na verdade, o mundo é pouco perto ao que eu quero te dar. - E então ela me abraçou apertado, escondendo o rosto em meu pescoço. Amava sentir sua respiração ali, no meu ponto de pulso.

Demi P.O.V's

Demi: Resolvo te agradecer e você me surpreende ainda mais? - Minha voz saiu abafada, com um sorriso bobo nos lábios. - Eu te amo, não se desculpe. Agora eu sou sua. Só sua. - Sussurrei encarando seus olhos. Seus olhos brilhando de uma forma tão intensa, sorri buscando sua boca, a beijei com vontade, sugando seus lábios, invadindo sua boca sem dar tempo para ela respirar. Desci minhas mãos por seu corpo, tocando e apertando todo espaço, uma de suas mãos em meu cabelo e a outra em meu quadril forçando um atrito delicioso. Separei nossos lábios e desci minha boca por seu pescoço, mordiscando, chupando e beijando, ela gemeu manhosa em meu ouvido. Procurei por suas mãos sob os lençóis, juntando-as, as prendi em cima de sua cabeça contra o colchão. Encarei seus olhos, sorria travessa. - Agora é comigo. - Suspirei segurando nossos olhares. Eu não sabia ao certo o que estava mais insano naquele momento, se era meu amor por aquela garota a minha frente ou o desespero. O incomodo por não ter sua boca colada a minha. - Vou te tocar com leveza. - Dizia sem desviar meus olhos dos seus. - Sussurrar pra você o quanto te amo enquanto te toco, esquentando cada pedacinho do seu corpo. - Corri meus olhos até sua mão direita. - Vou te chamar de minha, baixinho, ouvir a melodia de seus gemidos.. - Puxei sua mão até minha boca e beijei sobre a aliança ali posta por mim. Ela sorriu radiante, meu sorriso favorito, livre, espontâneo e apaixonado. Voltei a posição inicial, levanto sua mão ao alto de sua cabeça, me encaixando entre suas pernas. (Seu nome) : Sou sua, desde sempre. - Sua voz falhou diversas vezes ao decorrer daquela pequena frase. Pequena frase essa que enchia me peito de orgulho, ela era tão minha.
Sorri acompanhando o seu riso, colando nossos rostos, acabando com tamanha distância. Roçando nossos lábios, sem pressa os acariciei com a língua, o puxando entre os lábios em seguida, fazendo-a arfar antes de descer minhas carícias até seu colo, livrando suas mãos devagar, para concentrar as minhas mãos em seu corpo. Acariciando enquanto deslizava meus lábios por sua clavícula, minhas mãos intercalavam tocando seu rosto, ora puxando seus cabelos, meus lábios desceram até seu seio direito. Ouvi seu suspiro alto, subi meu olhar para encontrar seu rosto com uma expressão de prazer que me arrancou um gemido, ela se inclinou para trás, deixando seu pescoço a mostra, sua coluna curvada para a frente, minha mão correu até seu pescoço se apoçou ali. Me permiti fechar os olhos e sentir seu corpo vibrar de baixo do meu, a temperatura, seus gemidos baixos. Não hesitei em acomodar seu mamilo entre meus lábios  passando a língua por ele em movimentos circulares. - Oh! - Ela gemeu enquanto puxava meu cabelo com um pouco mais de força, a outra mão arranhava minhas costas. - Demi... - Era delirante ouvir sua voz enquanto lhe dava prazer. Suguei seu mamilo da forma mais lenta, por várias vezes seguidas. Minha mão direita massageava seu outro seio, quando o senti sensível ao meu toque, para o outro, fazendo o mesmo, mordiscando, o beijei sentindo seu corpo arfar abaixo do meu. Fui descendo minha boca por sua barriga e me abaixando ao mesmo tempo, contorne seu umbigo com a língua, distribuindo beijos por ali, até colocar-me de joelhos aos seus pés. A olhei dali e seus olhos estavam sobre mim, a visão que tinha me fez ofegar. Tentadora.

Minhas mãos subiram por suas coxas, sem desviar nossos olhares, sua pele se arrepiando por onde meus dedos passavam, seus seios subindo e descendo, a respiração acelerada, os lábios separados. Sorri em antecipação ao aproximar minha boca de uma de suas coxas, roçando meus lábios para beijar logo depois. Ela gemeu, puxando levemente meu cabelo. Fiz desenhos imaginários em sua coxa, desde cima de joelho até perto de sua virilha. Repeti o ato com a outra, ao som de seus suspiros, pousando minhas mãos na lateral de sua calcinha. Me vi tão excitada que cheguei a sentir-me tonta. Suspiros. Meus dedos dedilhando sua pele, puxei um pouco sua calcinha e beijei bem abaixo de seu ventre. Aquele cheiro cítrico adentrando minhas narinas, tão feminina, me deixando extasiada. Me perdi no momento em que fiquei deslizando meu nariz naquela região, ela parecia impaciente. É, eu também estaria. Desfrutava de seu cheiro sem pressa, tão doce. Seu quadril inquieto, suas mãos maltratando meus cabelos, meus braços onde ali ela arranhava. - Não maltrata assim... - A ouvi sussurrar. -  Isso é tortura. - Sorri ao abaixar lentamente aquele pedaço de pano. Só um pouco mais. Levei minha boca sobre o tecido branco e depositei um beijo. -  Demi, eu preciso sentir você! - Resmungou gemendo baixinho.
Demi: O que você quer? - Fiz-me de desentendida enquanto retirava sua calcinha lentamente. Beijando sua virilha, minhas mãos descendo para suas coxas, apertando, arranhando...
(Seu nome) : Eu preciso te sentir... - Sorri. - Por favor... - Suas unhas cravadas em meus ombros, eu me deliciava com aquilo. Minha boca colada a sua virilha, minhas mãos correndo livremente na parte de trás de suas coxas. Ela arfou e me olhou deixando um gemido alto escapar. Seu olhar tão quente e impaciente me fez fraquezas. Deslizei a língua lentamente por seu sexo molhado e quente. Ela gemeu alto. Eu não não sei quem suspirou mais alto por satisfação. Minhas mãos subindo e descendo por suas coxas, apertando-as enquanto ela se contorcia. Suas mãos ainda estavam em meu cabelo, vagando. Gemi ao circular seu clitóris pequeno e rosado com a língua, chupei seus pequenos lábios e usei meus dedos para separá-los, mantive a pressão um pouco mais, sentindo ela puxar meu cabelo, forçando seu quadril. A ouvi resmungar, suas mãos parando em minha nuca, querendo mais proximidade. A penetrei delicadamente, minha língua deslizando por sua entrada estreita. Suas  mãos rapidamente subindo por sua barriga, seus seios, os massageando, embalando nossos gemidos. Sorri em êxtase, sua expressão era maravilhosa, suas pupilas dilatadas e seus lábios separados com a respiração agitada. Eu queria fazê-lá se sentir tão feliz e completa quanto eu após esse presente maravilhoso e a presença de pessoas importantes pra mim, ela merecia tudo que eu pudesse dar, dentro e fora da cama. Procurei com a língua por seu ponto g e o resultado foi um gemido alto e estridente acompanhado de um puxão gentil no meu cabelo, que só aumentava meu tesão. Torturei até que fosse quase uma necessidade liberar seu gozo, seu orgasmo veio com intensidade. Após sugar todo o seu líquido e sem dar tempo pra que ela sequer respirasse, subi beijando todo seu corpo e beijei demoradamente sua boca, eu queria levá-la ao máximo naquela noite. Contrariando minhas expectativas para nossa noite, ela inverteu a posição que estávamos, ficando por cima.
(Seu nome): Desculpa, amor, mas eu não consigo ser passiva tendo uma mulher como você. - Sorri com o que ouvi. 
Demi : Repete. - Pedi sorrindo, passando os nós dos dedos por sua face, apreciando cada detalhe.
(Seu nome): Que parte? - retribuiu o sorriso.
Demi : A que você me chama de amor.
(Seu nome): Amor. - Repetiu aproximando nossos rostos. - Meu amor.. Só meu.. - E beijou-me de uma forma absurdamente carinhosa, segurando minha nuca e fazendo surgir um arrepio gostoso.
Eu sempre pareceria inexperiente perto dela, parece que ela elevava todos os toques, carícias a um nível acima do meu entendimento. Sentia todos os meus músculos se contraírem com o passar de suas unhas pelo meu colo, meus pensamentos se perderem ao apreciar sua expressão de desejo e o que deixava tudo ainda mais mágico, ela fazia tudo olhando nos meus olhos de uma forma sensual, que me deixava completamente insana.
Enquanto ela beijava meu pescoço minhas mãos foram parar em seus cabelos, que já estava uma bagunça, mas ainda sexy. Desceu para o colo e já podia perceber minha respiração acelerando, quando pensei que fosse sentir seus lábios em meus seios ela beijou minha tatuagem, a pena do lado direito. - Sempre admirei essa. - sussurrou, ainda acariciando. - É a sua cara. - concluiu. - Delicada como um anjo. - olhou-me com aquelas esferas que cintilavam ternura e eu a puxei para outro beijo, era como se eu precisasse estar ligada a ela de todas as formas e em momento algum ela esteve fora de sintonia com isso.

Novamente ela desceu seus beijos, dessa vez dando uma atenção especial ao meu apanhador de sonhos. - Pensei em fazer um igual quando finalmente aceitou ser minha, afinal, eu peguei meu sonho. - meu sorriso não podia ser maior, ela tinha literalmente quebrado todas as minhas barreiras e superado os limites. Continuou seu trajeto e eu cada vez mais inquieta, ansiosa, até que senti um beijo delicado na virilha e em seguida em minha coxa direita, passando pela panturrilha e chegando ao pé, onde beijou exatamente em cima do let go, deixando a direta no ar. - Sempre amei desde teus cabelos aos teus pés, são pés de princesa.. Mas a minha princesa tem um toque especial, ela não é encantada, só me encanta. - eu realmente desconhecia esse lado dela, sempre tão reservada quanto a sentimentos e agora estava ali, tão entregue quanto eu, conhecendo meu corpo melhor que eu.
Quando ela finalmente achou demasiada a tortura e chegou ao meu sexo gemi em antecipação. Começou com beijos suaves e mordidas delicadas, então sua língua começou a percorrer toda minha intimidade de maneira estratégica, sabendo perfeitamente onde me enlouquecer.
Ao contrário das vezes em que nos devoramos numa urgência inegável e nossos gemidos eram literalmente gritos, eu só tinha vontade de externar cada vez mais que a amo com todas as forças. Atingi meu ápice e me senti completamente realizada, (Seu Nome) deitou-se ao meu lado e puxou-me para deitar em seu peito.

Demi : Eu nunca pensei que pudesse ser tão maravilhoso e você tão romântica. - Sorriu e eu a fitei.
(Seu nome): Eu nunca fui tão sincera em algo como fui essa noite com você. - Admitiu.
Demi : O que mudou pra se abrir dessa forma? - Eu precisava saber.
(Seu nome): Você me mudou.

                              (***)

Demi: Sério que você não quer que eu durma? - Brinquei abrindo apenas um olho a encarando. Ela riu balançando a cabeça negativamente.
(Seu nome): Hora de acorda, amor,
quero sua companhia. - Arqueei a sobrancelha vendo-a corar. - Gosto de ficar assim com você. - Passei o dedo levemente pela testa dela, contornando seu rosto calmamente. Estava perdida em pensamentos observando seu rosto e fazendo o contorno dele com meus dedos. Os cabelos dela presos em um coque frouxo deixavam seu rosto com um ar mais inocente. Pude ver quando suas bochechas ficaram coradas intensamente. 
Não precisávamos de palavras em momentos como esse, sabíamos o que estávamos pensando e o que estávamos sentindo. Também não precisávamos de esforço algum para nos aproximar, antes que pudesse reparar já conseguia sentir nossas respirações se misturando e os lábios se encostando lentamente. Se abrindo na mesma hora para que pudéssemos sentir o gosto já tão conhecido e ainda assim tão novo. Seus dedos se perderam em meus cabelos, enquanto eu acariciava seu rosto com o polegar fazendo movimentos circulares. (Seu nome) partiu o beijo apenas por alguns segundos, para que pudesse se sentar e ficar de frente para mim. Sorri docemente. - Bom dia. - Ela sussurrou, seus lábios indo de encontro a meu pescoço, beijou meu ponto de pulso, seus lábios permaneceram ali fazendo um leve carinho, minha boca entre aberta esboçava um sorriso e deixava suspiros escaparem vez ou outra.
Demi : Bom dia, meu amor! - Disse evitando um bocejo. - Que horas são?
(Seu nome): Hora de acordar, tem um sol lindo lá fora pra aproveitar ao seu lado.
Demi : Podemos ficar um pouco mais na cama, teremos tempo pra aproveitar depois.
(Seu nome): Tem razão, posso aproveitar meu dia muito bem por aqui. - Disse me fazendo rir alto. As vezes eu me esquecia a idade daquela menina.Seu jeito moleque, momentos como esses ela parecia mais velha que eu, experiente. Ela sabia exatamente o que fazer e em quais lugares me levar. Eu me perdia tão fácil com ela, e resistir a seus galanteios tarados e a sedução que emanava de seu corpo era algo que eu teria muito que trabalhar. Risistir não era fácil. Ela me tinha por inteira, de corpo e coração. Senti seus pequenos beijos em meu pescoço, fechei os olhos sorrindo e segurei com força na camiseta que ela vestia. Escutando seu riso abafado. Aos poucos seus beijos foram virando chupões eu tive que morder o lábio para evitar que alguns gemidos escapassem.
Demi : Ok, chega, não acordei cedo pra ficar na cama. - Disse me esquivando de seus bracos. - Vamos, levanta dai, quero sair lá fora e exibir a minha garota.
(Seu nome): Tem certeza? - Ela perguntou com um sorriso malicioso. - Tem muitas mulheres que...
Demi : Tenha em mente que se eu te pegar olhando pra uma sequer você volta cega pra casa, meu amor.
(Seu nome): Por isso eu digo que só tenho olhos para você. - Ela disse, me mandando um beijo no ar. Era tão fácil e gostoso agora admitir que eu a amava.



Continua...

33 comentários:

  1. Quase surtei quando vi q tinha postado !!! Ta simplesmente perfeito, esse cap ta lindo amei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ashuasuahsuh, desculpem a demora ):
      Obrigada, *--*

      Excluir
  2. ISSO POR ACASO É UMA MIRAGEM????? Eu nao acredito! Vc se superou, que capitulo perfeito meu Deus! Nao nos abandone ta? espero que nao demore, esperar eh torturante :(

    ResponderExcluir
  3. Créditos a marida linda que ajudou, caso contrário não sairia nada, ahsuhaushuha.
    Não pretendo, tenho prazo até sexta, então bora escrever \õ/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ain mds quando me falaram que vc tinha postado quase tive um HEART ATTACK.kkkk.
    Vc se superou com esse cap.ta perfeito.espero ansiosamente o proximo.
    Fico mtoooo feliz que vc tenha voltado.nao nos abandone mais.bjoooo
    - Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn, que linda <3
      Ahsuhsushs, obrigada, demorou, mas saiu, com um empurrãozinho daqui outro ali, mas tá aí.
      Pretendo não demorar tanto, tenho que correr com o que tenho, ahsushsu
      Não abandono não, vão ter que me aturar u.u
      Beijo :*

      Excluir
  6. Ahhhh está perfeito, fiquei tão feliz por você ter voltado, ai nem creio que você postou <3...
    Divulga: imagiineslovatichot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, linda <3
      Pode deixar que vou divulgar no próximo ;p

      Excluir
  7. Aí meu deus você voltou to morrendo kkkkkkkkkkkkkkk :3 seu imagine é perfeito MDS...vc pode divulgar?
    Www.imagiinevocelovatic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. \õ/
      Ahsuahsuah, linda!
      Claro, divulgo tudo no próximo ;p

      Excluir
  8. VC POSTOU, É ISSO MESMO? MEU DEUS!!!! CONTINUA PFVR NAO SUMA MAIS :(

    ResponderExcluir
  9. Eu tinha esperanças que vc ia voltar por isso nunca tirei sua fic dos favoritos pq é a que eu mais amo, e finalmente vc voltou! Eu to tão feliz! Nao demora mais nao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwwwn *----*
      Muito obrigada, moça! <3
      Não demoro não, devo postar hoje mesmo!

      Excluir
  10. Olha....sem palavras pro seu imagine!!!!! Ta perfeito *---*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês são umas fofas *----*
      Muito obrigada!

      Excluir
  11. OMG!!! N ACREDITO Q VC POSTOU, POR FAVOR ME DIZ Q EU N TO SONHANDO...
    Surtei qdo vi q vc tinha postado, meu Deus n to acreditando... E PQP q cap foi esse vc conseguiu superar a perfeição, ta muuuuiito bom, n tenho palavra q possa defini-lo....
    Mas PLEASE n demora postar o proximo, é tortura D+ pro meu coração...
    -Car

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cê não tá sonhando u_u
      Ashuashuashu
      Awwwn, obrigada, linda! Pode deixar que eu pretendo postar logo, logo.
      Beijo :*

      Excluir
  12. Ainda estou em choque, não acredito que saiu mais um cap dessa história taõ perfeita e viciante, nem sei como dizer o quão incrível está esse cap, cara, entendo vc, deve estar estudando muuiito, então o fato de demorar a postar a gente entende, quase morremos de saudade, mas entendemos quando é preciso ficar um tempo fora, porque só de vc não ter abandonado a fic e nem a nós mesmo com o tempo corrido que deve estar agora que esta na facul... isso significa demais s2. Ja disse que é uma excelente escritora né?! sabe usar bem as palavras, vc escreve de uma forma encantara e magnífica, está de parabéns! E obrigado por não nos deixar *---------------------------* vc é demais, sua história é demais. <3

    ResponderExcluir
  13. Como sempre, capítulo PERFEITO ♥♡♥♡♥

    ResponderExcluir
  14. AAAAAH VOCÊ VOLTOU ! Não creio ! Sério, ta muito perfeito,incrível, n tenho palavras pra dizer o quanto eu amei isso ! Sem dúvidas você é a melgor escritora que eu conheço, parabéns ! ^^

    ResponderExcluir
  15. Oh my godness
    Esse capitulo foi mais perfeito doq eu imaginei
    Pensei que tinha nos abandonado, perguntei ate da tia agnes se vc ia parar, gente eu ganhei o ano com esse capiyulo. Quase surtei, nao. Existe. Fic. Melhor. Que. A . Sua. Parece ate de verdade, tao detalhada, tao perfeita, tao surreal.
    Te espero
    Beijos ♡

    ResponderExcluir
  16. Oi,
    Nunca fui mt de comentar, pois sou mt timida,mais a sua fic vale mt a pena é simplesmente perfeita eu me apaixonei perdidamente por ela, por favor continue é perfeita demais para acabar aqui, vc realmente sabe como escrever uma historia viciante e empolgante.
    Bjs, espero que vc volte a escrever ;)

    ResponderExcluir
  17. Cade vc amor? Sua fic é a minha preferida :c

    ResponderExcluir
  18. Já li muitos, muitos imagines, mas esse é sem dúvidas o melhor de todos. Sou tão apaixonada pelo seu imagine que já perdi as contas de quantas vezes eu li. É o meu preferido! Você tem que postar mais capítulos POR FAVOR! To muito ansiosa!!!!!! )))):

    ResponderExcluir
  19. Eu sou tão viciada nesse imagine que até dói. Até já divulguei no meu Twitter. . Volta a postar, por favor, por favor, por favor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  20. Que saudades dessa fic, relendo pq mds é perfeita

    ResponderExcluir
  21. cara, por que você abandonou isso aqui? Era a melhor! ):

    ResponderExcluir
  22. chorando pra sempre por você ter abandonado essa fic...

    ResponderExcluir
  23. CONTINUAAAAAAAA POR FAVOR É TÃO PERFEITO JA LI UMAS 3 VEZES POR FAVOR CONTINUA É O MELHOR

    ResponderExcluir
  24. Continuaaaaaaaaaaaaa por favoooooor

    ResponderExcluir